No Maranhão, deputada pode ser barrada de entrar na Assembleia por não tomar vacina contra a Covid-19

A deputada estadual Mical Damasceno (PTB) poderá ser impedida de entrar na Assembleia...

- 10/01/2022 10h05 | atualizado em 10 de January de 2022 as 10h05

deputada estadual Mical Damasceno (PTB) poderá ser impedida de entrar na Assembleia Legislativa do Maranhão por não ter tomado nenhuma dose de imunizante contra a Covid-19.

Segundo o texto da Resolução Administrativa nº 788/2021, que passou a vigorar hoje (10), para ter acesso à sede do Poder Legislativo até o dia 31 de janeiro é preciso apresentar o comprovante de vacinação.

Nem a deputada e nem o presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), ainda não se pronunciaram sobre esta situação.

Com forte militância no segmento evangélico, Mical Damasceno é filha do presidente da CEADEMA (Convenção das Assembleias de Deus do Estado do Maranhão), pastor Pedro Aldi Damasceno. A parlamentar é também defensora do Governo Bolsonaro no Estado.

Leave a Reply